Alimento diário


Semana 6 - domingo


SÉRIE: A fé do Evangelho
MENSAGEM: Filipenses [8]: A transfiguração do nosso corpo – (Fp 2:12; 3:20-21)
Leitura bíblica:
1 Co 15:20-49; 1 Ts 5:23
Ler com oração:

O Filho do Homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e, então, retribuirá a cada um conforme as suas obras (Mt 16:27).


A RECOMPENSA SERÁ DE ACORDO COM A DEDICAÇÃO

Quando o Senhor vier em Sua segunda vinda, Ele retribuirá a cada um conforme as suas obras (Mt 16:27). Quanto mais um cristão se dedicar em buscar a Cristo, servir a igreja e pregar o evangelho, mais honra e glória receberá como galardão. A maneira como cada um de nós corre a carreira cristã influenciará o tipo de prêmio que receberemos. Ainda em relação à salvação do nosso corpo, o apóstolo Paulo fala da ressurreição dos mortos da seguinte forma: “Alguém dirá: Como ressuscitam os mortos? E em que corpo vêm? Insensato! O que semeias não nasce, se primeiro não morrer; e, quando semeias, não semeias o corpo que há de ser, mas o simples grão, como de trigo ou de qualquer outra semente [...]. Uma é a glória do sol, outra, a glória da lua, e outra, a das estrelas; porque até entre estrela e estrela há diferenças de esplendor. Pois assim também é a ressurreição dos mortos” (1 Co 15:35-37, 41-42a). Por isso vale a pena dedicar nosso corpo para o serviço a Deus, pois no final seremos recompensados.
Usar nosso corpo para servir a Deus é como semear. Hoje nós trazemos a imagem do primeiro homem, Adão, mas um dia traremos a imagem do último Adão, Cristo (1 Co 15:42-49). Assim como Ele recebeu um corpo de glória e se tornou as primícias da ressurreição, nós também receberemos um corpo de glória. Essa é a nossa esperança (v. 20-23). Por isso temos dito sobre a importância de ter um corpo saudável para o Senhor. Devemos cuidar do nosso corpo, mas não o cultuar, pois ao final ele será destruído.
Quando colocamos nosso ser tripartido – corpo, alma e espírito – debaixo do encabeçamento de Cristo, cooperamos para que o reino de Deus se estabeleça na terra (1 Ts 5:23). No final, depois de haver destruído todo principado e potestade, tudo estará sujeito a Cristo e Ele se sujeitará Àquele que todas as coisas Lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos (1 Co 15:28). Esse é o grandioso plano de Deus, e nós fazemos parte dele! Por essa razão vamos consagrar nossa vida ao evangelho, sujeitar nosso corpo, alma e espírito ao senhorio de Cristo para o cumprimento do propósito de Deus. Não olhemos para o preço que teremos de pagar, mas para a recompensa que Deus tem preparado para nós. Que estejamos dispostos a fazer morrer o nosso velho homem para que a natureza de Cristo se manifeste em nosso meio e faça do viver da igreja um ambiente que atraia as pessoas. Que plano maravilhoso!
Oremos: “Senhor Jesus, muito obrigado por me inserires no plano de Deus. Teu desejo é encabeçar todas as coisas para, no final, entregá-las a Deus. Ao olhar para a terra que Tu criaste, percebemos que está envolvida num caos, e Satanás, o teu inimigo, está por detrás de tudo isso. Ó Senhor Jesus! Compadece-te de nós. Sabemos também que Tu tens uma grande expectativa em relação ao Teu povo. Embora sejamos tão pequenos e não tenhamos nada para Te oferecer, queremos sujeitar nosso espírito, alma e corpo para Te servir. Somos gratos pela salvação que Tu operaste em nosso espírito. Também Te agradecemos pelas experiências de provação pelas quais nos fazes passar. Todas elas têm sido fundamentais para eliminar nosso velho homem e nos revestir do novo homem. Além disso, Senhor Jesus, queremos dedicar nosso corpo para Te servir. Ajuda-nos a cuidar dele da melhor forma possível sem, contudo, nos esquecer do que tens planejado para ele. Ó Senhor, anelamos o dia em que Tu transformarás nosso corpo terreno em um corpo de glória. Hoje, queremos usá-lo como semente para produzir o Teu reino e, quando ele se manifestar, queremos estar ao Teu lado, resplandecendo a Tua glória. Louvado sejas, Senhor Jesus!”.